O POSSÍVEL É SUA PARTE. DEIXE DE SER HIPÓCRITA!

crentandade_estudarjpg

Anúncios

ATÉ TU, RENE(GADO) KIVITZ? Direitos gays: Ed René Kivitz versus Silas Malafaia

Em audiência na Câmara dos Deputados na quinta-feira (25 de junho de 2015) para tratar do Estatuto da Família, o Pr. Silas Malafaia destacou que família e casamento é apenas homem e mulher.

 
Silas Malafaia detonando os direitos gays

Ele também frisou que enquanto a Constituição só reconhecer essa noção de família, os ativistas homossexuais não terão base, nas minhas palavras, para exigir a desfiguração da família tradicional a fim de inventar uma família encabeçada por uma dupla de marmanjos depravados. Tal desfiguração é um componente essencial dos chamados “direitos gays.”

Referindo-se aos que se apoiam em Karl Marx para exigir tais direitos, Malafaia disse: “Por acaso Marx vale mais do que Jesus? A ideologia de Marx está no buraco e a de Jesus está em vento em popa.”

Para contra-atacar a presença e fala pró-família de Malafaia na Câmara dos Deputados, Carta Capital, uma das maiores mídias esquerdistas do Brasil, entrevistou vários pastores evangélicos da Teologia da Missão Integral (TMI).

Na entrevista, o Pr. Carlos Bezerra, que é líder do PSDB em São Paulo, disse que a ótica da bancada evangélica não é a ótica de Jesus. Ora, Bezerra já declarou publicamente que Leonardo Boff, um dos maiores promotores da Teologia da Libertação, é “um cara que me inspira há anos com o que escreve e prega.” Boff vê Jesus Cristo apenas como um office-boy da agenda marxista. Como Bezerra ousa dizer o que é a ótica de Jesus quando a ótica dele é a ótica de Boff e da TMI?

Bezerra deixou claro que ele não aceita que a bancada evangélica chame de ação cristã, presumivelmente, a ação de barrar os “direitos gays.” Concordo que às vezes a bancada evangélica erra. No ano passado, a Lei da Palmada, que pune pais que seguem a orientação da Bíblia sobre disciplina física dos filhos, foi aprovada com a ajuda dessa bancada, embora Marco Feliciano tenha se posicionado contra esse erro. Mas a bancada evangélica não erra quando tenta impedir o totalitarismo homossexual.

Outro entrevistado por Carta Capital, Levi Correa, faz parte da Igreja Batista da Água Branca do Kivitz. Levi disse sobre a Frente Parlamentar Evangélica: “A frente mais horrorosa que este país já teve.” Mas ele não estava se referindo ao papel horroroso da frente aprovando a Lei da Palmada. Ele se referia às ações da frente para impedir o avanço do totalitarismo homossexual.

Outra evangélica progressista entrevistada por Carta Capital atacou diretamente, dizendo que “o movimento conservador dita regras de forma impositiva.” Sobre o movimento homossexual, que dita regras e impõe uma agenda destrutiva para o Brasil, suas famílias e crianças, a evangélica progressista nada disse.

 
Defensor dos direitos gays

Outro entrevistado de destaque de Carta Capital foi o Pr. Ed René Kivitz, que disse: “Aquele que é detentor de um mandato eletivo não está lá para impor sobre a sociedade e sobre os cidadãos as suas crenças particulares, os seus interesses de grupo ou defender o seu segmento de sociedade que o colocou lá.”

Tudo o que Kivitz disse cai como uma luva em Jean Wyllys e outros políticos determinados a impor a agenda homossexual na sociedade. Entretanto, Carta Capital não o entrevistou para atacar a agenda gay, mas para atacar os líderes evangélicos que estão denunciando essa agenda.

Afinal, de que lado Kivitz está?

A resposta vem da BBC de Londres, que recentemente também entrevistou Kivitz, numa reportagem já com título de provocação aos evangélicos conservadores: “Tom ‘bélico’ de alguns líderes evangélicos cria clima propício à intolerância, diz pastor.”

A matéria da BBC reconheceu que Kivitz é um líder da Teologia da Missão Integral e também “a favor dos direitos LGBTs, por entender ‘que são cidadãos, independentemente da minha concordância com a orientação sexual ou a identidade de gênero que eles têm.’”

O que são direitos gays? Não é direito de viver, trabalhar, se sustentar e ter lazer. Como todo brasileiros, quem pratica o homossexualismo já tem esses direitos básicos garantidos.

Direitos gays é “casamento” gay, adoção de crianças por duplas gays, a proibição médica e bíblica de condenação ao estilo de vida homossexual, etc.

Para Kivitz, que declarou publicamente para a BBC que é a favor desses direitos, todos os cidadãos que escolheram as práticas homossexuais têm direito ao “casamento” gay, adoção de crianças por duplas gays, a proibição médica e bíblica de condenação ao estilo de vida homossexual, etc.

Basicamente, a opinião de Kivitz, que nunca criticou Jean Wyllys, é: O ativista homossexual que é detentor de um mandato eletivo está lá para impor sobre a sociedade e sobre os cidadãos as suas crenças particulares, os seus interesses de grupo ou defender o seu segmento de sociedade que o colocou lá.

Para os evangélicos, a história é outra: O evangélico que é detentor de um mandato eletivo não está lá para impor sobre a sociedade e sobre os cidadãos a agenda pró-família, as suas crenças particulares, os seus interesses de grupo ou defender o seu segmento de sociedade que o colocou lá.

Tenho certeza de que a Carta Capital e todo o seu público esquerdista aplaudiram de pé Kivitz e outros líderes da TMI que disseram exatamente o que Marx e seus seguidores diriam contra os evangélicos conservadores.

Na guerra cultural atual, cada vez que um evangélico tiver oportunidade de expressar uma opinião conservadora num grande espaço público, a mídia esquerdista escolheu como estratégia de contra-ataque dar vez e voz para líderes evangélicos da TMI.

Os sinais são muito fortes de que essa estratégia já está sendo implementada.

Em sua reportagem sobre a recente parada gay de São Paulo, o jornal Folha de S. Paulo destacou um pastor da TMI que foi ao evento homossexual para prestar solidariedade com uma campanha intitulada “Jesus Cura a Homofobia.” Danilo Fernandes, do tabloide Genizah e igualmente um defensor da TMI, foi um dos citados na matéria.

Prepare-se: Carta Capital, Folha de S. Paulo e outras grandes mídias esquerdistas estão agora usando evangélicos da TMI para tentar neutralizar a voz conservadora pró-família dos evangélicos.

Os seguidores de Jesus Cristo não têm a ótica de Karl Marx nem da TMI. Eles não pregam “direitos gays.” Eles pregam o Evangelho verdadeiro, que revela que Jesus salva, cura e liberta, inclusive do pecado homossexual.

Não se engane: a TMI, cujos promotores são respeitados pela mídia esquerdista, fornece o ambiente ideal para o crescimento e expansão da Teologia Gay e dos tais “direitos gays.”

A TMI é a maior ameaça teológica à Igreja Evangélica do Brasil.

Fonte: www.juliosevero.com

Leitura recomendada:

Folha de S. Paulo dá vez e voz para a esquerda evangélica

Viadagens teológicas: ambiente da teologia da libertação e TMI produzindo teologia gay no Brasil

Voltemos ao Evangelho! Jesus salva, cura e liberta do homossexualismo

A maior ameaça à Igreja Evangélica do Brasil

Fonte Blog do Júlio Severo: http://juliosevero.blogspot.com.br/2015/06/direitos-gays-ed-rene-kivitz-sim-silas.html

EX-HÉTERO PODE, EX-GAY NUNCA – Na Câmara, pastor critica psicólogos e deputado sugere “bolsa ex-gay”

A audiência pública da Comissão de Direitos Humanos da Câmara que reuniu “ex-gays” nesta quarta-feira (24) foi marcada por declarações polêmicas e por uma sugestão inusitada. O deputado federal Sóstenes Cavalcante (PSD-RJ) disse que irá sugerir um projeto de lei para a criação de uma “bolsa ex-gay”, destinada a homossexuais que afirmam terem voltado a ser heterossexuais.

O pastor Robson Staines, 43, convidado para dar seu testemunho, criticou a proibição do oferecimento de “tratamento” para a homossexualidade, conhecido como “cura gay”. “A grande maioria dos consultórios psicológicos são verdadeiras fábricas de homossexuais”, disse o pastor.

A audiência, convocada pelo deputado Marco Feliciano (PSC-SP), integrante da chamada “bancada evangélica”, já havia causado racha junto a integrantes da comissão. Parlamentares ligados ao movimento LGBT, como a deputada Érika Kokay (PT-DF), alegaram que a audiência era uma forma de voltar a discutir o projeto de lei da “cura gay”.

Kokay e o deputado Jean Willys (PSOL-RJ), outro parlamentar ligado ao movimento LGBT e gay assumido, não participaram da audiência, que contou a presença quase majoritária de parlamentares que pertencem à bancada evangélica. Cinco militantes LGBT participaram do evento e empunharam bandeiras com as cores do arco-íris, símbolo da causa.

A proposta da “cura gay” foi apresentada pelo deputado federal João Campos (PSDB-GO) e previa que psicólogos pudessem oferecer tratamentos a pacientes homossexuais. Campos é o atual presidente da Frente Parlamentar Evangélica do Congresso.

Em 1999, uma resolução do Conselho Nacional de Psicologia proibiu a terapia para a “cura gay”. Em julho de 2013, em meio à repercussão do caso, Campos retirou o projeto da pauta da Câmara. Mesmo evitando o termo “cura gay”, parlamentares da bancada evangélica defenderam que homossexuais possam procurar tratamento terapêutico para deixar de ser gays.

Feliciano negou que a audiência fosse uma tentativa de “ressuscitar” o projeto da “cura gay”, mas defendeu que gays possam procurar auxílio técnico para se “reorientarem”. “Se (homossexualidade) é uma orientação sexual, essa orientação pode sofrer uma reorientação ou uma desorientação (…) essas pessoas (ex-gays) pediram apenas o direito de existir, o direito de serem assistidos”, afirmou. Segundo Feliciano, o intuito da audiência era expor o preconceito ao qual ex-gays são submetidos.

O deputado Ezequiel Teixeira (SD-RJ) foi mais direto e questionou a resolução do Conselho Federal de Psicologia que impede profissionais de oferecerem terapias para “tratar” a homossexualidade. “Quem é que fez essa decisão? Quem compõe essa comissão? Isso não é democracia”, disse Ezequiel.

Relatos de ex-gay

Entre os relatos feitos durante a audiência pública, um dos que mais chamou atenção foi o do pastor Robson Staines. Segundo o pastor, ele teria se “transformado” em homossexual após ter sido estuprado quando criança. “Eu achava que eu era sujo pra me envolver com meninas. Esse homem me viciou. Na verdade, eu nunca fui gay. Eu nasci hétero, mas a vida me levou para esse caminho”, disse o pastor.

Ele criticou a atuação dos psicólogos que, segundo ele, o orientaram “sair do armário”. “Quando você vai ao psicólogo, você fica aterrorizado. Eles dizem ‘Não…você tem que sair do armário'”, afirmou Staines.

Outro depoimento que chamou atenção foi o do pastor Joide Pinto Miranda. O pastor disse que “virou” homossexual por  conta da ausência paterna e que chegou a colocar até 4,5 litros de silicone no quadril e atuar como travesti.

O religioso afirmou conseguiu apoio para deixar de ser homossexual na igreja e hoje é casado e pai de um filho. Ele exibiu um banner em que, de um lado, havia uma foto de Joide como travesti, usando um biquíni e, no outro, uma foto do pastor ao lado de sua família.

“Bolsa ex-gay”

O deputado Sóstenes Cavalcante disse que, inspirado pelas bolsas a usuários de crack e a travestis criadas pela Prefeitura de São Paulo, irá sugerir a criação de uma “bolsa ex-gay”. “Eu questionei o prefeito de São Paulo [Fernando Haddad] que fez um ‘bolsa crack’, eu questionei por que ele fez um bolsa prostituta. Tem lá um monte de bolsa. A partir de hoje, no mais curto espaço de tempo, vou protocolizar um projeto pela dor de vocês, um projeto de bolsa ex-gay”, afirmou.

A sugestão arrancou risadas dos presentes à audiência.

Em janeiro, a Prefeitura de São Paulo anunciou o pagamento de bolsas para que travestis possam voltar a estudar. Em 2013, a Prefeitura iniciou o pagamento de bolsas para pacientes que se submeterem a tratamentos de desintoxicação.

Fonte UOL: http://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2015/06/24/na-camara-pastor-critica-psicologos-e-deputado-sugere-bolsa-ex-gay.htm?cmpid=fb-uolnot

“Só o Senhor liberta da droga e do homossexualismo” – Entrevista com o pastor Sebastião Rodrigues de Souza

O pastor Sebastião Rodrigues de Souza, 82 anos, presidente da convenção estadual da Assembleia de Deus em Mato Grosso, não abre exceções quando se trata de ensinar, segundo ele, a palavra de Deus.

Ele é contra o aborto, contra a homossexualidade e contra a vaidade feminina, e favorável ao pagamento de 10% dos salários dos fieis ao dízimo e da inserção de pastores na política.

Nascido em Minas Gerais, ele se dedica integralmente à igreja desde os 28 anos. Há 39 anos em Cuiabá, ele conta que veio a Mato Grosso para cuidar da obra de Deus na Assembleia de Deus.

Na Capital e em Várzea Grande há, hoje, 300 templos, cerca de 50 mil membros e 70 mil crentes – nessa última categoria, estão os amasiados, esperando casar, entre outros.

Pai, avô, bisavô e trisavô – seu trineto vai fazer um ano no dia 6 de setembro, e é “bonito, inteligente e sabido que só ele” -, o pastor diz acreditar que a religião cura todo os males, “inclusive a homossexualidade”, e que não existem ateus.

Souza recebeu a reportagem em seu escritório, onde há centenas de livros religiosos, enciclopédias e um telescópio. Em cima da mesa, ficam um computador e duas bíblias.

Confira os principais trechos da entrevista:

MidiaNews – A Assembleia de Deus registrou crescimento expressivo nas últimas décadas no Brasil. A quê o senhor atribui esse aumento?

Pastor Sebastião – O homem ele nasce com um gene religioso. Toda criatura tem que ter uma religião. Ou é budista, ou é católica, ou é protestante. Eu não sou protestante, nós somos evangélicos. Protestamos contra o mal. E eu sou ferrenho protestante. Nós não somos crentes por brincadeira, não somos crentes por status e não somos crentes querendo dinheiro do povo, como infelizmente acontece hoje no Brasil. Nós somos uma igreja séria, somos uma igreja honesta e somos uma igreja reta. Nós trabalhamos com retidão tudo que nos propomos a fazer. Por isso, eu sou crente desde a infância. Tenho 65 anos que sou membro da igreja, tenho 48 anos que eu sou ministro na Comissão de Pastor, tenho 54 anos que sou ministro na Comissão de Diácono.

MidiaNews – Os seus pais eram religiosos?

Pastor Sebastião – Meus pais legaram para mim a maior riqueza que se pode imaginar: que é uma fé e um comportamento ilibado na Assembleia de Deus. Eles eram crentes, morrerem crentes e nos legaram essa riqueza incomensurável, que foi a fé em Jesus Cristo e a salvação que só encontramos nele.

O homem ele nasce com um gene religioso. Toda criatura tem que ter uma religião

MidiaNews – O senhor disse que as pessoas nascem com gene religioso. E os ateus?

Pastor Sebastião – Também têm [o gene religioso]. Os ateus são assim de forma proposital, né? Não tem ninguém ateu. Na hora do aperto, eles dizem “Ó, meu Deus”. São ateus convencionalmente, como se fosse um status dizer ser ateus.

MidiaNews – O senhor acha que não são ateus de verdade? É só da boca pra fora?

Pastor Sebastião – Não são. É só da boca pra fora. Mesmo que não sejam católicos, não sejam crentes, ou não pertençam a qualquer religião, intimamente, eles sabem que estão errados em dizer que são ateus. Porque há um Deus. Até os animais irracionais sabem que há um ser soberano, porque todos eles louvam a Deus. Da sua forma. O burro tem o seu urro bonito, e ele faz isso louvando a Deus. Pode ver que, quando o tempo está muito seco, que faz um gesto de chuva, os animais correm, saltam, e louvam a Deus de alegria. Todos eles.

MidiaNews – O Papa, em visita recente ao Brasil, disse ser importante o respeito entre as religiões. O que senhor acha dessa declaração?

Pastor Sebastião – Achei muito bonita a expressão do Papa. Nós, da Assembleia de Deus, pregamos o evangelho para a salvação em Jesus Cristo. Mas nós não convidamos crentes de outras igrejas para virem para a Assembleia de Deus. Nós não convidamos porque nós respeitamos. Ensinamos a verdade da palavra de Deus, e essa verdade contrasta com muitos ensinos religiosos de igrejas evangélicas. O ensino da palavra de Deus contrasta com o ensino de outras igrejas evangélicas.

MidiaNews – Em que sentido?

Pastor Sebastião – Muitos ensinam o que é bom para o homem, o que o homem quer ouvir. Nós não ensinamos o que o homem quer ouvir. Nós ensinamos o que o homem precisa. É aquela filosofia do pai com os filhos: não dê aos filhos o que eles querem. Dê a eles o que eles precisam. E a Assembleia de Deus é isso. Nós ensinamos a verdade. Tanto que muitos crentes de outras igrejas vêm aqui, acham meio apertado, voltam para lá, mas não acham consistência e vem de novo. Porque a fé é de livre arbítrio.

MidiaNews – A Assembleia de Deus é mais rígida do que as outras igrejas evangélicas?

Pastor Sebastião– Não é mais rígida. Ela ensina com mais precisão. E hoje muita gente quer ser crente, mas quer participar do mundo, e a Assembleia de Deus não é isso. A Assembleia de Deus é de um povo saído do mundo. Nós somos um povo especial, zeloso e de boas obras. Exclusivamente a salvação da nossa alma.

Os ateus são assim de forma proposital, né? Não tem ninguém ateu

MidiaNews – E qual é o papel da religião no mundo atual?

Pastor Sebastião– Infelizmente, o que está acontecendo em muitas religiões, e às vezes ate na Assembleia de Deus, é aquilo que Paulo diz aos Tessalonicenses. “Orem, irmãos, rogamo-nos pela vinda do nosso Senhor Jesus Cristo e pela nossa reunião com ele. Que não vos movais facilmente no vosso entendimento. Nem vos perturbeis quer por espírito, palavra, epístola. Como de nós como se o dia de Cristo estivesse já perto. Ninguém, de maneira alguma, vos engane. Porque não será assim, sem que antes assim venha a apostasia e se manifeste o homem do pecado o filho da perdição”. A apostasia é, religiosamente, ensinar hoje uma coisa e amanhã você mudou de ideia. E a gente já vive isso hoje. “Não vos lembrais de que essas coisas vos dizia quando… e agora vós sabeis o que detém”. Vou ler uma coisa aqui que está acontecendo hoje, literalmente. “E agora vós sabeis o que detém para que, ao vosso próprio tempo, seja manifestado. Porque já o mistério da injustiça opera. Somente há um que agora resiste até que do meio seja tirado”. Esse um que resiste é o Espírito Santo que está com a igreja. E está com a igreja na sociedade, um pouco de alegria. As pessoas que não conhecem a Deus ficam sem saber o que fazer. E muitos que conhecem a verdade ficam em cima do muro. Quero ir à Assembleia de Deus, mas a Assembleia de Deus é muito pesada. A palavra de Deus não é pesada. A Bíblia diz que os mandamentos do Senhor não são pesados. Eu nunca achei os mandamentos de Deus pesados. Então, esse mistério da injustiça opera hoje, com essas manifestações de hoje, lutando contra os governos que estão gastando e jogando fora bilhões de reais. É um mistério da injustiça. Não tem como chegar onde começa. Ela é tão bem arquitetada que ninguém sabe a ponta da meada. E, nesse caso, somente há um que agora resiste. Esse um é o Espírito Santo, que é a terceira pessoa da Santíssima Trindade [Pai, Filho e Espírito Santo], está com a igreja. A igreja reflete na sociedade um pouco de paz, um pouco de alegria, um pouco de prazer. Mas quando ele for tirado, vai entrar um período de 7 anos de tribulação. Aí, o Anticristo vai assumir o governo e o inimigo das nossas almas vai matar tudo quanto diz ser religioso. No final dos 7 anos, o senhor Jesus Cristo terá passado para a Igreja. A igreja é todo povo salvo. Se aceitar Jesus, faz parte da igreja. Mas, a sociedade religiosa está em grande porcentagem já fazendo parte da igreja apóstata, como diz o apocalipse. Essa igreja não vai subir com Jesus.

MidiaNews – Estamos vivendo o apocalipse, é isso?

Pastor Sebastião – Não, estamos vivendo o preâmbulo da entrada dos 7 anos de tribulação que as pessoas dizem ser a época apocalíptica, que é muita mortandade, muita desorganização, muita luta. Após 7 anos, o senhor Jesus descerá com a igreja, não mais como irmãos e irmãs, como santos de Deus, e estabelecerá na terra seu governo milenial. Vai governar por mil anos – nesse período, o diabo e seus anjos serão presos e, após mil anos, serão soltos e farão guerras ao senhor Jesus. Mas, o Senhor com o poder da Sua palavra, com a sua espada, ele vai aniquilar a Satanás, ao falso profeta, aos seus anjos. Logo, incontinenti, já vem o juízo final. E nesse período, o céu e a terra que pisamos serão enrolados como livros e queimados a fogo, quando se farão novos céu e terra em que se habite a Justiça, e o Senhor terá o seu reino eterno. E todos os salmos estarão com ele em seu reino eterno, quando Satanás e todos os que não alcançaram a salvação terão sido jogados no lago de fogo eterno, que é inferno. Ele está intacto, aguardando o juízo final. São muito lindas as coisas de Deus.

MidiaNews – O senhor acha que, na sociedade atual, o papel da religião tem diminuído ou aumentado?

Pastor Sebastião – Tem crescido. Não só a religião de um Cristo histórico como a religião Cristo vivo tem crescido. Os dois lados têm crescido. O Cristo histórico é aquela [religião] que não tem doutrina bíblica. E o Cristo vivo, para as igrejas que o servem fielmente, tem a doutrina bíblica, do próprio Senhor Jesus que qualificamos como doutrina dos apóstolos. É o que a Assembleia de Deus adota.

MidiaNews – Qual é a doutrina da igreja Assembleia de Deus em relação aos homossexuais?

Pastor Sebastião – Nós amamos todo mundo. O motivo porque amamos: vou ler porque em Judas, capítulo 23. Não o Iscariotes [traidor de Cristo], mas o apóstolo. “Mas vós amados, edificando-vos a vós mesmos na santíssima fé, orando no Espírito Santo, conservai-vos a vós mesmos em Deus, esperando a misericórdia de nosso senhor Jesus Cristo para a vida eterna e apiedai-vos” – e agora entram os homossexuais e outra classe de gente – “e apiedai-vos de alguns que estão duvidosos, e salvai alguns arrebatando-os do fogo, tende deles misericórdia com temor, aborrecendo até a roupa manchada da carne”. Nós obscurecemos tudo isso para levá-los a Cristo. Porque se eles forem a Jesus, o senhor liberta de todo o mal e eles se salvam em Jesus Cristo.

O ‘levar a Cristo’ é convencer o homossexual a que o senhor Deus o ama e que ele deve aceitar a Jesus como o seu salvador pessoal

MidiaNews – O “levar a Cristo” que o senhor falou, é deixar de ser homossexual?

Pastor Sebastião – É. O levar a Cristo é convencer o homossexual a que o senhor Deus o ama e que ele deve aceitar a Jesus como o seu salvador pessoal e quem aceitando a Jesus como salvador pessoal, o Senhor o liberta de tudo – da cachaça, da droga, de tudo, inclusive da prática do homossexualismo. E salvo, ele está liberto de todas essas coisas e vai seguir a Deus puramente salvo em Jesus Cristo.

MidiaNews – Então é possível a pessoa se libertar, como o senhor diz, por meio da oração?

Pastor Sebastião – É possível perfeitamente. Nós não somos contra os homossexuais. Nós ensinamos a doutrina bíblica sobre a qual se ele vier a Cristo, o senhor o liberta de tudo.

MidiaNews – A conduta homossexual é considerada errada pela igreja?

Pastor Sebastião – É considerada errada. Inclusive, ela tem muito a ver com enfermidade. Por isso que tem essa polêmica aí.

MidiaNews – O senhor acha que é doença?

Pastor Sebastião – Às vezes.

MidiaNews – Quais vezes?

Pastor Sebastião – Às vezes. Doença maligna, pode ser. Mas se o senhor libertar….Vou ler mais um trecho. João, capítulo 12. “Falou e expôs Jesus outra vez, dizendo: Eu sou a luz do mundo. Quem me segue não andará nas trevas, mas terá a luz da vida”. Quer seja homossexuais, quer seja ladrões, quer seja assassinos, quer seja o que for, o senhor diz aqui na sua santa palavra. João, capítulo 8, versículo 32. “Jesus dizia, pois, aos judeus que criam nele. Se vós permanecerdes na minha palavra, verdadeiramente sereis meus discípulos, e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará”. Quem é a verdade? É Jesus. Versículos 34 a 36. “Respondeu-lhe: somos descendentes de Abraão e nunca seguimos ninguém. Como dizes tu, sereis livres. Respondeu-lhes Jesus: Em verdade, em verdade, eu vos digo que todo aquele que comete pecado é servo do pecado”. Ora, o servo não fica para sempre em casa, o filho fica para sempre. Se, pois o filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres. Então, toda criatura precisa ser liberta por Jesus.

MidiaNews – Não existe outro caminho?

Pastor Sebastião – Não existe. A história antiga sempre disse sobre alguém condenado à forca, à guilhotina, pelos quais as mães se colocavam em seus lugares. Mate a mim, mas não mate meu filho. Para a mãe, todo filho é bom, seja ele o que for. Então, por esse filho bom, pode ser que algumas mães tenham morrido para livrar o filho da guilhotina. Mas Deus mostra o seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores. O Senhor permitiu que seu filho unigênito morresse em favor da humanidade. E, pela sua morte, e eu aceitá-lo como salvador pessoal, que somos reconciliados com Deus. Então, toda criatura tem salvação, aceitando a Jesus Cristo. Tem que se arrepender de seus pecados e aceitar Jesus como salvador.

MidiaNews – A Assembleia de Deus tem 28 deputados federais. Como o senhor vê essa inserção de pastores da igreja na política?

Pastor Sebastião – Para muitos deputados, eu vejo como algo positivo. Para outros, não. De certa forma é positiva. A frente parlamentar evangélica é de 73 deputados. Consideramos que está aquém ainda, porque segundo o IBGE, 25% da população brasileira é evangélica. Então, somos 513 deputados, e deveríamos ter cerca de 125 deputados. O ideal seria mais.

MidiaNews – Existe assédio por parte dos políticos com os pastores para que entrem na política?

Pastor Sebastião – Existe procura, sim. Nós, por exemplo, temos um deputado reeleito, Victório Galli, e é o nosso candidato a deputado federal. O [Sebastião] Rezende é candidato a reeleição como deputado estadual e o Galli como federal. Então, nós procuramos sim, porque precisamos de alguém que nos represente na Câmara Municipal. Nós tivemos um pastor que saiu candidato a vereador, membro da igreja. Precisamos de representantes no município, no Estado e na União. E, como muitos apresentam leis para beneficiar a sua empresa, o seu grupo, a Assembleia de Deus também precisa de deputados que a representem.

MidiaNews – A bancada religiosa, não só os evangélicos, é tachada de retrógrada por muitos setores da sociedade, por seus posicionamentos em temas polêmicos, como o contrário ao aborto. Como o senhor responderia a essas críticas?

A mulher tem o direito de decidir em não abortar. Porque se ela decidir abortar, ela estará indo contra a lei de Deus

Pastor Sebastião – Retrógrado é quem fala que somos retrógrados. Nós trabalhamos em cima da palavra de Deus. Estamos defendendo a doutrina bíblica. O aborto, por exemplo, desde que o feto é gerado, ele já começa a ter vida. E se uma mãe concorda com o aborto, de quanto tempo seja, ela está concordando com o assassinato de seu próprio filho. Imagine: se a nossa mãe tivesse abortado, nenhum de nós estaria aqui. Não teríamos alcançado vida. Teria sido o cerceamento de uma vida que está quase a aflorar e jogada no buraco. Por isso, somos contra o aborto.

MidiaNews – As mulheres não deveriam ter o direito de escolher abortar ou não?

Pastor Sebastião – A mulher tem o direito de decidir em não abortar. Porque se ela decidir abortar, ela estará indo contra a lei de Deus, a lei natural das coisas, de dar o direito da criança ser fecundada, criada no ventre, e nascer com todas as suas faculdades. Se dermos o direito a uma mãe de abortar o seu feto, será igual dar o direito a uma pessoa a assassinar outra.

MidiaNews – O senhor tem acompanhado a atuação do pastor Marcos Feliciano?

Pastor Sebastião – Pouco. Esse afloramento dele na Comissão de Direitos Humanos aconteceu por causa dos ativistas gays. A comissão ficou durante 14 anos nas mãos do PT. Ninguém nem sabia dessa Comissão de Direitos Humanos. Essa comissão caiu no colo do PSC [partido de Feliciano] porque ninguém queria. E o pastor Everaldo Dias Pereira indicou o Marcos Feliciano para ser presidente da comissão. E ele defende a bandeira da família, a que Deus criou e instituiu, ou seja, homem e mulher, família heterossexual. E essa situação é que levou os gays a protestar, porque eles querem aprovar o casamento homossexual no Congresso. Infelizmente, o CNJ [Conselho Nacional de Justiça] liberou os cartórios a fazerem o casamento homossexual. Estão legislando em situação que não é competência deles, é do Congresso Nacional.

MidiaNews – Mas nós vivemos em um Estado laico.

Pastor Sebastião – Aí vem o problema da doutrina do homem e da doutrina de Deus. Porque o mundo é laico, isso é doutrina humana. A bíblica é a verdadeira.

MidiaNews – Qual é a importância do dízimo dentro da Assembleia de Deus? Existe uma pressão para que os fieis paguem?

Pastor Sebastião – Não existe pressão.

MidiaNews – Existem valores?

Pastor Sebastião – Existe. Vou ler aqui Malaquias, capitulo 3. “Desde os dias de vossos pais vos desviastes dos meus estatutos, e não os guardastes; tornai-vos para mim, e eu me tornarei para vós, diz o Senhor dos Exércitos; mas vós dizeis: Em que havemos de tornar? Roubará o homem a Deus? Todavia vós me roubais, e dizeis: Em que te roubamos? Nos dízimos e nas ofertas.

Com maldição sois amaldiçoados, porque a mim me roubais, sim, toda esta nação. Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e depois fazei prova de mim nisto, diz o Senhor dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu, e não derramar sobre vós uma bênção tal até que não haja lugar suficiente para a recolherdes. E por causa de vós repreenderei o devorador, e ele não destruirá os frutos da vossa terra; e a vossa vide no campo não será estéril, diz o Senhor dos Exércitos. E todas as nações vos chamarão bem-aventurados; porque vós sereis uma terra deleitosa, diz o Senhor dos Exércitos”. Até então, a pessoa nunca pagou dízimo. A partir de hoje começa a ser dizimista. A pessoa nota uma diferença. Porque as coisas começam a melhorar, o senhor tira as enfermidades, multiplica o pão na panela, isso é coisa que a Assembleia de Deus sabe de cor.

MidiaNews – E de quanto deve ser essa contribuição?

Pastor Sebastião – A contribuição é de 10% do que você ganha.

MidiaNews – E se a pessoa não tiver?

Pastor Sebastião – Mas nunca a pessoa não tem, né? Se você tem uma horta e colhe 10 tomates, um tomate é dízimo. Se tiver uma fazenda, com mil vacas, e há 100 bezerros anuais. Dez é dízimo.

MidiaNews – O dízimo é obrigatório?

Pastor Sebastião– Não é obrigatório, é facultativo. Quem dizima é abençoado. A construção do Grande Templo é com dinheiro da igreja. Ninguém ficou mais pobre por causa dessa construção. Pelo contrário, estão bem de vida, abastados. Quem não tinha uma bicicleta, o senhor a deu. Quem não tinha uma motocicleta, o senhor a deu.

Todo mundo é abençoado, só que a bênção de Deus para os dizimistas é especial

MidiaNews – O senhor disse que uma pessoa que contribui com o dízimo é abençoada. Se ela não contribui, não é abençoada?

Pastor Sebastião – Quem não conhece, não dizima, obviamente. Deus abençoa como criatura de Deus, porque Deus ama a todos. Agora, o fato de você aceitar Jesus e contribuir com os dízimos e ofertas da casa do Senhor, é um caso especial, é uma bênção especial. Todo mundo é abençoado, só que a bênção de Deus nesse caso é especial. Deus reverte em prosperidade para a pessoa. A pessoa quando aceita Jesus tem amor pelas coisas de Deus.

MidiaNews – Quais são as regras da igreja para as mulheres, em relação a cabelo e vestimenta?

Pastor Sebastião – A Bíblia diz, no Velho Testamento, que as mulheres usavam véu. Mas com o nascimento de Jesus, ele aboliu, porque ele cumpriu muitas coisas da lei. E, a partir de Jesus, a mulher não usa mais véu, mas deixa o cabelo comprido, porque o cabelo foi dado por Deus como véu. Então, por isso, a doutrina da Assembleia de Deus ensina as mulheres que têm que deixar o cabelo comprido, porque o cabelo foi dado como véu. As roupas, nós lemos Deuteronômio 22, 5. “Não haverá traje de homem para mulher e não vestirá homem em veste de mulher. Qualquer que faz isso abominação é ao senhor seu Deus”.

MidiaNews – A mulher não pode usar calça?

Pastor Sebastião – Não.

MidiaNews – Estou vestida como um homem, então? [trajando calça jeans]

Pastor Sebastião – Sim. E na Assembleia de Deus nós não furtamos o dever de ensinar a verdade de Deus. Porque se a pessoa ouvir a verdade de Deus, se enquadrar e aceitar a vontade de Deus e do nosso Senhor Jesus, numa manhã bem próxima você vai falar pra mim: “Hoje eu faço tudo que a Bíblia manda, não porque vocês me falaram, mas porque eu tive um contato com o senhor Deus. E hoje eu sou por convicção”.

MidiaNews – E essas restrições? Algumas delas se aplicam aos homens? Homem pode usar brinco e cabelo comprido, por exemplo?

Pastor Sebastião – Não pode. Homem tem que ter cabelo cortado e barba cortada também. Até porque a barba crescida, mesmo que digam que não tem nada a ver, tem. O homem, quando está salvo e bem com a vida, ele faz a barba direito, se tem bigode, ele faz o bigode. É um sinal de que está bem com a vida. Ao passo que, quando você vê um barbudo, ele não está bem com a vida. Foge dele, porque ele pode ser perigoso.

MidiaNews – O senhor acha que as pessoas com barba são perigosas?

Pastor Sebastião – Geralmente as pessoas usam barba por não saberem o que ela representa. Mas, a maioria que usa barba, é porque não está bem com a vida. Porque a pessoa que está bem com a vida se veste bem, fica barbeado, com cabelo cortado.

MidiaNews – As mulheres não podem usar brinco também?

Quando você vê um barbudo, ele não tá bem com a vida. Foge dele, porque ele pode ser perigoso

Pastor Sebastião – Não, porque o brinco faz parte da vaidade.

MidiaNews – E qual é a orientação para o uso de TV e Internet?

Pastor Sebastião – A internet é um mal para quem não sabe usar. Porque se você for adentrando a internet, você depara com o inferno, literalmente. É horrível. Tem muita gente que fica “endemoniada”, porque vai aprofundando e, quando pensa que não, está conversando com demônios. A televisão é um aparelho maldito. Eu tenho, nós temos, a televisão como um aparelho maldito, qualificado pelo próprio senhor Deus, que usou uma irmã da igreja para me falar isso.

MidiaNews – Quem é da Assembleia de Deus não pode assistir à televisão?

A televisão é um aparelho maldito

Pastor Sebastião – Eu nunca tive televisão e nunca liguei para assistir.

MidiaNews – O senhor nunca ligou uma televisão?

Pastor Sebastião – Em hotéis, às vezes, sim. E quando chego em algum lugar e a TV está ligada, eu peço para desligar.

MidiaNews – Mas o fieis são proibidos de assistir à TV?

Pastor Sebastião – Não é proibido. O fiel, sabendo o que representa a televisão para o crente, ele vai, vai e desliga a televisão, porque é prejudicial à vida do casal, à vida dos filhos. Há muitos programas que são ruins. O fiel usa até quando o Senhor fala no coração da pessoa, e aí desliga. E a internet deve ser usada com critério.

Fonte MidiaNews: http://www.midianews.com.br/conteudo.php?sid=266&cid=168090

OPINIÃO – Psicopatas podem realmente se converter?

Toda vez que um criminoso, apontado por especialistas como psicopata, anuncia sua conversão é comum haver grande repercussão e ceticismo. Será que pessoas dissociadas da realidade, com ausência de sentimentos, frias, egocêntricas, insensíveis e incapazes se sentir remorso ou culpa conseguem experimentar uma conversão real? (Foto: Alguns casos no Brasil)

É difícil imaginar Suzane Von Richthofen pastoreando uma igreja, mas ela se diz pastora. E no rol de pessoas que teriam aceitado Jesus estão, ainda, o goleiro Bruno Fernandes, Francisco de Assis Pereira, o Maníaco do Parque, o ex-ator Guilherme de Pádua e Anna Carolina Jatobá, todos envolvidos em homicídios cruéis, além do traficante condenado a 200 anos de prisão Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, que está estudando Teologia a distância com patrocínio da Igreja Batista Bacacheri, de Curitiba.

Teólogos lembram que a conversão é de ordem interior e espiritual, por isso não há como determinar se a conversão de uma pessoa é verdadeira ou não. No entanto, o que vai indicar essa “mudança de rumo” serão as obras e frutos ao longo dos anos.

E é esse aspecto que defende a psicóloga Marisa Lobo, autora do livro “Psicopatas da Fé”. De acordo com ela, essas pessoas devem ser monitoradas. “Nessas condições, essas pessoas devem permanecer como ovelhas e podem ter funções, mas monitoradas 24 horas por dia”, aconselha.

Marisa acredita que pode ocorrer, sim, uma conversão, mas ela é diferente, pois, como eles não têm sentimentos, o que move essa mudança não é algo emocional, mas racional: “Creio que seja uma mudança motivada pela inteligência de acreditar que existe um Deus e das vantagens de seguir e servi-lo pela obediência, mas não pelo mover espiritual ou emocional.”

No entanto, a psicóloga evangélica alerta para um fator importante. “O psicopata é reincidente. Vejo com restrição e cuidado esse tipo de pessoa, que pode também estar apenas sendo movida pelas circunstâncias”, pontua, acrescentando: “No caso de um pedófilo, por exemplo, jamais deixaria um filho meu aos cuidados dele, porque sei a força que tem uma compulsão sexual e como esta pessoa pode ceder à tentação por não ter senso crítico interno e sempre estar em busca de realizar seus desejos”, alerta.

Marisa afirma que não conhece nenhum caso na literatura científica de conversão real, mas no nível cristão cita o caso de Guilherme de Pádua, tido com um psicopata frio e calculista, que hoje está convertido ao Evangelho desde 2006. “Em minha opinião, ele não é psicopata, mas, se for, deve ser monitorado 24 horas por dia. A igreja deve fazer esse acompanhamento de perto”, diz a especialista.

Manipulação

O teólogo e aluno do curso de Sociologia da Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP) Fábio Bezerril Cardoso explica que os assassinos são em sua maioria, menos aceitos na sociedade do que pessoas que cometeram outros tipos de delitos: “Por isso, um assassino é visto com mais desconfiança quando se diz convertido do que um assaltante ou um viciado em drogas, por exemplo. Por outro lado, para os cristãos, a conversão é um ato de fé e desejo de transformação e a sociedade tende a ficar sensibilizada quando um acusado demonstra buscar essa transformação – seja ela real ou não.”

E aí mora o perigo. Por que, segundo Marisa, existe, ainda, outro aspecto da personalidade do psicopata que deve ser visto com muito cuidado: a capacidade de manipular as pessoas. A psicóloga revela que muitos evangelistas não estão preparados para entender como funciona a mente de um psicopata – o que exigiria conhecimento dos transtornos psicológicos e leitura de material mais especializado.

“Os líderes que vão evangelizar na prisão já lançam expectativas dessa conversão, pois têm esperanças de que todos os criminosos possam se converter, e podem, sim, ser manipulados, justamente por esse desconhecimento da personalidade de um psicopata. É preciso prudência sempre, vigiar e orar”, ensina.

Perguntada sobre a decisão da Igreja Batista Bacacheri de financiar os estudos teológicos de Fernandinho Beira-Mar, ela apoia ação e diz que todos têm o direito de ouvir a Palavra e os evangélicos, a obrigação de levá-la a todos indistintamente, sem pré-julgamentos. “Se ele for um psicopata, com certeza, está aprendendo como utilizar os ensinamentos de Cristo a seu favor para obter vantagens, mas se seu sistema límbico (responsável pelas emoções) estiver preservado, ele pode, sim, se converter, ser um grande divulgador do Evangelho e um líder de referência, porque não?”, argumenta.

Estudos aceitos pela comunidade científica afirmam que os psicopatas têm as emoções prejudicadas e é comum que priorizem algumas fantasias sobre as circunstâncias reais, ou seja, se adaptam à situação da forma que lhes convêm, porém, fora desse habitat podem retornar ao padrão anterior e voltar à vida de crimes e crueldades. “Eles também podem sair da prisão e controlar seus impulsos, não por sentimentos, mas por acreditar na verdade da existência de Deus”, completa Marisa, mostrando a complexidade deste polêmico tema.

Fonte Exibir Gospel: http://www.exibirgospel.com.br/noticias/1082-comportamento-psicopatas-podem-realmente-se-converter.html

NOS PASSOS DE CRISTO – Garota dessa foto viveu jornada da guerra ao perdão para lutar pela paz

Foto: Nick Ut/AP

Personagem de uma das mais icônicas imagens da história, Kim Phuc tenta viver uma vida sem as marcas de um dos piores dias de sua vida. Ela foi retratada 43 anos atrás, ainda com nove anos, correndo nua por sua vida após uma bomba ter sido jogada no Vietnã e queimado boa parte de seu corpo. (Foto por Nick Ut/AP)

A relação de Phuc, hoje com 52 anos, com a foto é bastante controversa. Logo que ela foi divulgada, mais de quatro décadas atrás, era odiada pela então criança. A reação é natural, uma vez que capturou e congelou para sempre um dos momentos de maior desespero que a vietnamita já viveu em toda sua vida. Hoje, no entanto, a relação é diferente.

Reprodução/CNN

“No começo era algo bem difícil, me trazia o horror que eu vivi naqueles dias, especialmente naquele dia. Mas depois eu realizei que eu nunca poderia escapar dessa foto, ela sempre estaria lá. Então percebi que eu deveria voltar e trabalhar com essa foto, fazer com que ela fosse algo pela paz. Essa é minha escolha”, afirma Phuc à CNN.

Os horrores da guerra, porém, deixaram marcas que mudaram para sempre a vida de Phuc. Algumas mudanças, para ela, positivas. Aos 19 anos ela se tornou cristã e, segundo ela mesma, passou a perdoar, ganhando novo sentido em sua vida. Foi só então que ela deixou para trás a menina assustada, passou a sonhar em constituir uma família e, com o perdão concedido, passou a trabalhar pela paz a partir de sua foto.

“Agradeço demais mesmo a Deus por tudo que ele fez na minha vida quando eu era apenas uma menininha. O que aconteceu comigo me deu a oportunidade de seguir viva, com saúde e viver uma benção, que é pode ajudar as outras pessoas”, conclui ela.

Fonte Yahoo: https://br.noticias.yahoo.com/garota-dessa-foto-viveu-jornada-da-guerra-ao-perd%C3%A3o-para-lutar-pela-paz-155016131.html?cache_clear&linkId=15076380

IDIOTAS-INSTRUÍDOS PARENTES DE MACACOS ATACAM DE NOVO – Foto ruim de pirâmide tirada por robô Curiosity causa excitação nos caçadores de ETs

Reprodução/Mirror

Mais uma evidência ou apenas viagem de quem quer muito que isso aconteça? Imagens divulgadas pela Nasa mostram fotografias tiradas pelo robô Curiosity, que está em Marte desde 2012, que provariam a existência de vida no Planeta Vermelho.

A foto em questão aponta para uma formação rochosa no formato exato de uma pirâmide. Especialistas passaram a discutir o tema e, segundo alguns ufólogos, a pirâmide em questão não é acaso, mas sim “resultado de vida inteligente e de um projeto e certamente não um truque de luz e sombra”.

O fato de a Curiosity ter fotografado essa formação geométrica em específico fomentou ainda mais os discursos daqueles que acreditam ser essa a prova de que existe vida em Marte. Isso porque, para muitos ufólogos, as pirâmides do Egito são obras de extraterrestres.

A Nasa, por sua vez, não comentou a boataria que está rolando na internet após a divulgação da foto. A agencia espacial dos Estados Unidos se limitou apenas a divulgar os resultados da Curiosity e comemorar a nitidez das imagens trazidas pelo robô.

Fonte Yahoo: https://br.noticias.yahoo.com/blogs/super-incr%C3%ADvel/rob%C3%B4-curiosity-flagra–pir%C3%A2mide–em-marte-e-fomenta-discuss%C3%B5es-sobre-vida-no-planeta-183712142.html?linkId=15080680

IDIOTAS-INSTRUÍDOS PARENTES DE MACACOS ATACAM DE NOVO – Humanos e Neanderthais se misturaram na Europa, segundo estudo

Depois de analisar o DNA de uma mandíbula de 40 mil anos encontrada na Romênia em 2002, cientistas constataram que ela pertencia a um humano moderno cujos ancestrais recentes eram Neanderthais. O fóssil, de um dos mais antigos humanos já encontrados na Europa, tinha de 6% a 9% de seu código genético derivado de um Neanderthal – uma proporção maior que a de qualquer outro genoma humano sequenciado até agora. Para os autores do estudo, publicado nesta segunda-feira, 22, na revista Nature, essa proporção indica que o indivíduo era separado de seu ancestral Neanderthal por um intervalo de apenas quatro a seis gerações. Segundo os cientistas, o estudo é a primeira prova genética de uma hibridização entre as duas espécies em território europeu.

O homem de Neanderthal foi extinto na Europa há cerca de 35 mil anos, mais ou menos na mesma época em que os primeiros humanos modernos estavam se espalhando pelo continente. Até agora, os cientistas acreditavam que os primeiro humanos, vindos da África, haviam se misturado ao homem de Neanderthal no Oriente Médio há cerca de 50 mil ou 60 mil anos, antes de se espalharem pela Europa, pela Ásia e pelo resto do planeta. A nova descoberta, no entanto, indica que as duas espécies viveram juntas na Europa por até 5 mil anos.

“Nós sabemos que há mais de 45 mil anos atrás, os únicos humanos que viviam na Europa eram os Neanderthais. De 35 mil anos para cá, só havia humanos modernos. Trata-se de uma transição dramática. Há evidências arqueológicas de que os humanos modernos interagiram com o homem de Neanderthal na época em que ambos viviam na Europa.

atores como modificações nas tecnologias de ferramentas, rituais de sepultamento e decoraçaõ corporal são testemunhas de uma troca cultural entre os dois grupos. Mas há muito poucos esqueletos desse período”, disse um dos autores do estudo, David Reich da Escola de Medicina de Harvard.

De acordo com Reich, as datações de radiocarbono revelaram que a mandíbula pertenceu a um indivíduo que viveu de 37 mil a 42 mil anos atrás. Segundo ele, a mandíbula foi encontrada junto a um crÂnio de outro indivíduo em uma caverna romena. Como não havia nenhum artefato na área, os antropólogos não tinham indícios culturais sobre os indivíduos. As características físicas da mandíbula eram predominantemente as de um humano moderno, mas alguns traços do homem de Neanderthal também eram aparentes. Os antropólogos então suspeitaram que o osso pertencia a um descendente de ambos os grupos.

A análise, no entanto, não foi uma tarefa fácil. Antes de mais nada, Reich e seu colega Svante Pääbo, do Instituto Max Planck (Alemanha), tiveram que separar o DNA antigo de uma imensa quantidade de DNA de outros organismos.

Quando o DNA foi extraído, a maior parte dele pertencia a micróbios que estavam no solo quando o fóssil foi encontrado. Da pequena fração de DNA humano encontrado, a maior parte havia sido introduzida por pessoas que manipularam o osso depois de sua descoberta em 2002. Os pesquisadores então restringiram sua análise aos trechos de DNA cujas moléculas tinham um tipo de deterioração característica de materiais com dezenas de milhares de anos.

Assim que o DNA contaminado foi descartado, os cientistas puderam comparar o genoma do fóssil a dados genéticos de outros grupos. Por meio de uma série de análises estatísticas, eles chegaram a uma conclusão surpreendente. “A amostra é relacionada aos Neanderthais com uma proximidade maior que a de qualquer outro humano moderno que já estudamos. Estmiamos que de 6% a 9% do genoma desse indivíduo veio do homem de Neanderthal. É uma proporção sem precedentes. Os europeus e asiáticos de hoje têm cerca de 2%”, afirmou Reich.

Os pesquisadores encontraram segmentos de DNA Neanderthal intacto no fóssil em uma quantidade grande o suficiente para indicar que o indivíduo teve um ancestral Neanderthal que viveu no máximo seis gerações antes dele. Para Reich, isso demonstra que os humanos modernos se misturaram ao homem de Neanderthal depois de terem chegado à Europa. “É algo incrivelmente inesperado. Nos últimos anos, documentamos hibridizações entre humanos modernos e Neanderthais, mas nunca tivemos a sorte de encontrar alguém tão próximo a esse evento”, afirmou Reich.

Sem relação com europeus. Embora tenha sido encontrado na Romênia, o indivíduo a quem pertenceu a mandíbula não foi um dos responsáveis pela herança Neanderthal dos humanos atuais. Reich não encontrou nenhuma evidência de que ele tenha relação próxima com os Europeus mais tardios. “Esta amostra, embora tenha sido encontrada na Romênia, não parece ter relação com os europeus atuais. É a evidência de uma ocupação inicial de humanos modernos na Europa que não deixou descendentes. Esse indivíduo pode ter pertencido a um grupo pioneiro de humanos modernos que foram para a Europa, mas que mais tarde foi substituído por outros grupos”, afirmou o cientista.

Fonte Estadão: http://ciencia.estadao.com.br/noticias/geral,humanos-e-neanderthais-se-misturaram-na-europa–segundo-estudo,1711274

DOENTES DESDE A QUEDA NO ÉDEN – Obama: ‘Não estamos curados do racismo’

(Arquivo) O presidente americano, Barack Obama

“Nós não estamos curados do racismo”, afirmou nesta segunda-feira o presidente americano, Barack Obama, sobre a segregação que ainda paira sobre a sociedade americana, poucos dias depois de um tiroteio no qual nove negros foram assassinados por um jovem na Carolina do Sul.

“Não é apenas a questão de não dizer ‘preto’ em público, porque isso é rude, não é desta forma que medimos se o racismo ainda existe ou não”, disse o primeiro presidente negro americano em uma entrevista ao programa de rádio “WTF com Marc Maron”, transmitido nesta segunda de manhã.

“Esta não é apenas uma questão de discriminação flagrante. As sociedades não apagam isso completamente de um dia para o outro o que aconteceu 200 ou 300 anos atrás”, disse Obama.

“O legado da escravidão, de (leis de segregação racial) Jim Crow, da discriminação em quase todos os compartimentos de nossas vidas, tem um impacto duradouro e que continua a fazer parte do nosso DNA”, acrescentou.

O presidente dos Estados Unidos ressaltou, no entanto, os progressos realizados. “É inegável que as relações raciais melhoraram durante a minha vida. As oportunidades aumentaram, as atitudes mudaram. Isto é um fato”, disse.

“Não podemos dizer que nada mudou sobre a questão das raças nos Estados Unidos”, insistiu na entrevista realizada na sexta-feira.

O tiroteio de Charleston, um dos piores na história recente dos Estados Unidos, chocou o país reavivando os debates sobre as tensões raciais, a legislação das armas o ainda sobre a bandeira confederada do Sul.

Fonte Yahoo: https://br.noticias.yahoo.com/obama-estamos-curados-racismo-154751802.html

Arqueólogos israelenses encontram inscrição de nome bíblico de 3 mil anos

Arqueologistas em Israel descobriram uma inscrição rara de 3 mil anos que menciona um nome contido na Bíblia. O nome “Eshball Ben Beda” aparece em uma grande jarra de cerâmica. Na Bíblia, Eshbal era filho do Rei Saul.

Os arqueólogos Yosef Garfinkel e Saar Ganor afirmam que a jarra pertenceu a um Eshbal diferente, provavelmente dono de propriedades agrícolas.

De acordo com os especialistas, esta é a primeira vez que o nome apareceu em uma inscrição antiga. Até hoje, apenas quatro inscrições datadas do século 10 A.C foram encontradas, época segundo a qual, na Bíblia, existia o Reino da Judeia, governada pelo Rei David.

Para encontrar a inscrição, os arqueólogos juntaram peças de cerâmica que foram encontradas em uma escavação no Vale de Elah, em 2012, na região central de Israel.

Fonte Associated Press via Yahoo: https://br.noticias.yahoo.com/arque%C3%B3logos-israelenses-encontram-inscri%C3%A7%C3%A3o-nome-b%C3%ADblico-3-mil-183500344.html?linkId=14945572